[Livro] Memórias de um sargento de milícias

milícias

O livro trata das vicissitudes de Leonardo. Jovem rapaz que tem a vida ora marcada pela boa sorte ora marcada pelos infortúnios. Sua história começa com o namorico de seus pais, Leonardo-Pataca e Maria-das-Hortaliças, ainda no navio que os trazia para o Brasil.

Já estabelecido no país e com um filho nos braços, o casal entra em conflito após Leonardo-Pataca confirmar suas suspeitas sobre a infidelidade de Maria-das-Hortaliças. Eles brigam e Maria retorna à Portugal. Desgostoso com o abandono de mulher, ele deixa o menino Leonardo sob os cuidados de seu compadre.

O compadre, que era barbeiro, toma o garoto por um filho e mesmo com todas as suas travessuras, continua querendo-lhe muito bem. O padrinho de Leonardo faz planos para que ele se arranje na vida, seja um clérigo. Assim, o matricula numa escola e, peralta que é, Leonardo logo a abandona.

Contrariando as vontades de seu padrinho, o já crescido Leonardo não se atina para ofício nenhum e toma gosto pela vadiagem e travessuras. Acompanhando seu padrinho durante as frequentes visitas à dona Maria, uma amiga do barbeiro, Leonardo conhece Luisinha e por ela se apaixona. A partir daí a história se desenvolve até Leonardo alcançar o posto de sargento de milícias e poder viver o “felizes para sempre” com sua amada.


Neste livro, Manuel Antônio de Almeida descreve o Rio de Janeiro em época de D. João VI. Entretanto, diferentemente das obras publicadas na época (1852-53), o autor retrata o Rio de Janeiro da gente anônima, os tipos comuns das ruas. Os diálogos são recheados de ironia, dando um tom de humor ao texto. Junte-se a isso um anti-herói como personagem principal e a linguagem coloquial usada pelo povo. É evidente no trabalho do autor uma crítica aos costumes da época.

Sobre a narrativa, por vezes o autor conta a história como se estivesse conversando com o leitor, o que permite que a leitura flua levemente. Em contrapartida, em alguns momentos o autor interrompe a narração para explicar determinada situação fazendo com que o leitor perca facilmente o fio da meada.

É um excelente livro facilmente lido em 1 dia, no máximo dois. Eu me diverti demais com ele e indico pra todos que têm vontade de ler os clássicos nacionais mas não sabem por onde começar.


[Texto anteriormente publicado no meu perfil do Skoob.]

Anúncios

10 comentários sobre “[Livro] Memórias de um sargento de milícias

  1. Eu odeio com todas minhas forças esse livro! Kkkkkk eu amo ler, mas dispenso literatura clássica brasileira, I’m sorry. Eu achava que só minha professora podia gostar da história, juro que nunca entendi nada, não conseguia nem prestar atenção na história enquanto lia, :c eu estou perdida kkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s