Planejamento x Organização e por onde começar

Há uns dias fiz uma enquete no Instagram perguntando o que as pessoas gostariam que eu falasse sobre planejamento e organização. As respostas foram: como começar e qual a diferença entre um e outro. Além disso, me pediram pra falar sobre o sistema GTD (Getting Things Done). Eu ainda estou implementando esse sistema e não me sinto ainda muito habilitada para falar sobre ele, mas já vejo melhorias na vida de modo geral após começar a usá-lo. A minha referência sobre ele é a Thais Godinho, do blog Vida Organizada.

O que é o que

Planejamento e organização são duas coisas diferentes e é sobre isso que falaremos neste post.

Planejar é fazer previsão, é decidir o que fazer, quando e como fazer. É estabelecer objetivos e definir as estratégias para alcançá-los.

Organizar é colocar cada coisa em seu lugar. Num exemplo bem simplório, é colocar a roupa limpa no guarda-roupas e a roupa suja dentro da máquina de lavar. Quando tudo está organizado, sabemos dizer com precisão onde está algum documento, informação. Tudo que se precisa é facilmente recuperável por qualquer pessoa.

Entender essa diferença me proporcionou uma clareza de raciocínio impressionante.

Organizando informação

Todas as informações que chegam a nós precisa ser processada e organizada de maneira a facilitar o acesso a elas sempre que necessário.

Se a informação que você recebeu tem dia e hora pra específicos, ela vai para seu calendário.

Se é uma ação que precisa ser feita assim que possível, vai para a lista de tarefas, próximas ações, to do list. Não importa como você nomeia a sua lista, importa que nela estejam ações da mesma natureza, por exemplo: coisas a fazer na rua; a fazer em casa; assuntos a tratar no trabalho; on line e assim por diante.

Tá, mas por onde começar?

Comece escrevendo numa folha de papel tudo aquilo que você tem/ gostaria de fazer, tudo aquilo que chamar sua atenção. Um curso, um quadro novo pra sala, um passeio… Depois visualize defina a primeira ação que tornará em realidade esse seu desejo de fazer algo. Reflita sobre as condições necessárias, sobre os recursos que a tarefa exige e sobre quando você gostaria de realizá-la. Provavelmente, muita coisa ficará pra depois e você terá que criar uma lista que o GTD chama de um dia/ talvez.

Eu sei que esse post fala muito sobre o GTD, apesar de eu ter tido lá em cima que não me sinto apta a falar sobre ele. Acontece que eu não consigo mais desvencilhar planejamento/organização do sistema, pois foi ele que me proporcionou essa clareza de raciocínio e as orientações necessárias para colocar a vida nos trilhos. Além disso, é a experiência que tenho para compartilhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s