30 dias de bullet journal

Depois de rodar a internet procurando um planner bonito e barato (e não achar, óbvio), optei pelo sistema do Bullet Journal pra me manter organizada e com estímulo pra executar as tarefas do dia a dia.

Processed with VSCO with a5 preset

Primeiras páginas de junho

Um mês depois de começar, cheguei à conclusão mais difícil de reconhecer: não sou desorganizada, sou preguiçosa mesmo. Eu sei exatamente o que tenho que fazer, aonde ir, quanto tempo despender com uma atividade mas parece que nasci grudada no sofá. Tenho uma relação esquisita com minha casa, só de pensar em sair meu coração já se agita. Preciso resolver isso, inclusive.

Processed with VSCO with a5 preset

A primeira semana de maio foi um desastre estético, funcional e operacional.

Nas primeiras semanas dava preguiça de sentar pra escrever, desenhar, decorar o bullet. Mas já para o final de maio larguei (mais ou menos) a mão da preguicinha e me empenhei em inserir e consultar dados no BuJo e, principalmente, a executar as tarefas propostas.

Impressionante como sobrou tempo pra não fazer nada, depois de fazer tudo.

Nesse período de 30 dias já me conheci um  pouco mais, sabendo o que funciona bem pra mim ou não.

Processed with VSCO with a5 preset

Testando novos formatos.

Ainda estou testando novos layouts e combinações. Passo um bocado de tempo no Instagram e Pinterest buscando referências.

Processed with VSCO with a5 preset

Orgulhinho dessa página ❤

O melhor do bullet jornal até agora é ter todas as minhas listas num só lugar e de maneira bem acessível. Meu caderno fica na penteadeira, ao lado do computador, das maquiagens…

Processed with VSCO with a5 preset

Quero muito que junho seja bem melhor e mais organizado do que foi maio. Tenho certeza que o sistema do Bullet Journal me ajudará muito nisso.

Logo mais, logo menos voltarei com mais atualizações sobre o Bullet Journal e eu.

Se alguém tiver dúvidas sobre esse sistema de organização, pode me perguntar que eu respondo.

 

Organiza, Isabele.

Um dos objetivos pessoais para 2016 é ser mais organizada e menos procrastinadora. Eita palavrinha difícil de falar, que puxa para trás toda uma vida e não deixa que sonhos se realizem. Xô, xô, xô.

Pra atingir esse objetivo comecei a pesquisar sobre os planejadores pessoais e me assustei horrores com o preço deles. Algumas pessoas queridas me indicaram algumas lojas que produziam os famosos planners a um preço mais em conta, mas ainda assim achei um valor alto a se pagar por um ajuntamento de papéis.

Foi aí que descobri o Bullet Journal, um sistema analógico de organização, mais personalizável impossível.

The System

The Bullet Journal is a customizable and forgiving organization system. It can be your to-do list, sketchbook, notebook, and diary, but most likely, it will be all of the above. It will teach you to do more with less.

Tradução livre: O bullet journal é um sistema de organização customizável e indulgente. Pode ser sua lista de tarefas, caderno de rascunhos, caderno de anotações, diário, mas muito provavelmente, será tudo isso acima. Ele te ensinará a fazer mais com menos.

 

O método te permite ajustar completamente o layout e o conteúdo escrito, além de deixar que a criatividade se solte através da prática de caligrafia e desenhos. Nele você é livre pra decidir quantos dias da semana irão em cada página, a cor e estilo das letras, você pode listar desafios, livros lidos, itens de desejo, rastrear os hábitos diários, visualizar mais facilmente os eventos futuros etc.

Além disso, dá uma sensação de bem-estar maravilhosa quando se cumpre um item da lista. A gente se sente a pessoa mais organizada e incrível da face da Terra. O orgulho da Nação.

O uso do bullet journal despertou meu interesse pela caligrafia/lettering e agora passo bons minutos no Instagram vasculhando as hashtags correspondentes. Cada vídeo incrível.

Eu ainda sou uma novata no uso do bullet journal mas já tenho minha “musa inspiradora”. No Instagram e no YouTube acompanho com afinco a Kara, do blog e canal Boho Berry. Ela é incrivelmente criativa e reconhecida até mesmo pelo criador do método. Aliás, o único revés na hora de pesquisar e implementar o método, é que a maioria do conteúdo existente sobre ele está em inglês. Mas dá pra pegar o espírito da coisa caso se conheça minimamente o idioma.

Aqui no Brasil, a Maki, dona do blog Desancorando, é a minha referência.

bujo

Clique na imagem e seja redirecionado para o video oficial do Bullet Journal.

Como vocês se organizam no dia a dia? Usam algum planner digital ou analógico? Já conheciam o sistema do bullet journal?