Tenhamos uma boa vida

Não, não é fácil escrever. É duro como quebrar rochas. Mas voam faíscas e lascas como aços espelhados.

Clarice Lispector, a autora mais citada as redes sociais.

É muita cara de pau minha aparecer aqui assim, do nada, depois de meses sem escrever uma linha. Mas é como Clarice disse ali em cima, escrever não é fácil, ainda mais quando deixamos de praticar e o hábito se perde.

Não houve grandes acontecimentos na minha vida enquanto estive fora, mas dois se destacam: voltei para o curso de inglês e FINALMENTE comecei a faculdade do coração.

Elegi organização como a palavra-chave de 2017. Com ela serei capaz de alcançar meus objetivos, pois fará com que sobre tempo e dinheiro para tirar os planos do papel.

Que este ano seja próspero, nossa saúde melhore e o intelecto se desenvolva.

Tenhamos uma boa vida.

 

 

Brilho eterno de um mês cheio de lembranças

Chegamos ao ultimo dia de dezembro, pelo menos pra mim. Amanhã trabalharei então não conta. Aliás, não permitam que em 2016 eu trabalhe em véspera de ano novo/feriado de ano novo. Isto posto, vamos ao que interessa.

Dezembro foi um mês diferente aqui em casa. Estávamos os dois juntos de férias, depois de 5 anos de relacionamento e 2 de casados. Eu consegui trocar minhas férias de junho pra dezembro e acompanhar o marido em casa. Trabalhei uns 4 dias durante o mês pra pagar algumas trocas que fiz com o colegas.

Criamos boas memórias durante dezembro. Foi incrível e maravilhoso. Este post é um resumo do resumo do resumo do que aconteceu nesse mês

Participamos de apenas uma confraternização de final de ano, apesar de estarmos disponíveis pra tantas que fossem. Foi o amigo secreto mais furado da história.

Casamos dois casais queridos. Um, juntos há 32 anos que resolveram oficializar a união no civil e religioso. O outro um casal mais jovem, amigos de faculdade do marido.

IMG_7196

Casamento Leo e Natalia

Tiramos um fim de semana para não pensar em nada em Penedo. Pegamos chuva, aprendemos a andar de ônibus na cidade, matei a saudade de me balançar numa rede, iniciei a leitura de mais um livro e jantamos no restaurante mais caro das nossas vidas. Valeu cada centavo. Além de trazermos pra casa o bichinho de estimação mais fofo de todas as Eras: a cachonça. Só amor.

penedo1

Entrada de Penedo

penedo2

Suco de uva no restô fino

cachonça

Cachonça ❤

Fomos à praia. Nem te conto que há mais de dois anos que não fazíamos isso. Finzinho de tarde, praia vazia e um desarranjo intestinal por insistir em comer espetinho de camarão praiano.

leme

Praia do Leme/RJ

E finalmente o tão sonhado e esperado primeiro natal do casal. Quando o marido soube que estaria de férias em dezembro logo deixou claro o desejo de fazer a ceia de natal na nossa casa. Desde quando ele iniciou nesse emprego, os natais foram ao lado dos colegas de trabalho e longe da família. Nosso natal só não foi mais perfeito por conta do calor infernal e a falta de energia no dia 25, que só foi restaurada às 17h quando os funcionários da Light resolveram aparecer. Mas já era hora do pessoal voltar pra casa.

IMG_7306

Nosso primeiro natal

Teve amigo secreto, teve jogo de tabuleiro, teve alguém aqui à beira de um colapso nervoso de tanta ansiedade e medo do gás acabar antes do pernil assar. Teve churrasco e teve banho de borracha.

E teve Star Wars. Baixamos a trilogia clássica pra assistir em casa e depois fomos ao cinema. Conseguimos uma sessão legendada e sem 3D. Sucesso.

starwars

Legendado e sem 3D. Sucesso.

rey

Quero ser a Rey

Completamos 5 anos juntos e já to pensando na festa  de renovação de votos.

2015 acabará amanhã e que o ano que vem chegando traga 366 oportunidades para criarmos novas e alegres memórias.

Feliz 2016!