O de sempre, por favor.

sorvete de flocos

A semana 10 do desafio 52 semanas é sobre comidas favoritas.

Não são todas comidas, o que alimenta mesmo, o que dá sustança. São também aquelas besteirinhas que trazem mais cor e bom humor ao dia. Que coisa maravilhosa é comer. Minhas fotos não me deixam mentir.

Bolo de fubá de mamãe. Tem melhor que esse não. Fim de semana passado eu e minhas sobrinhas nos reunimos na casa de mãe só por conta desse bolo. Com café ele vira um perigo pra qualquer dieta.

Sorvete de flocos que tia Denga vendia. Denga é o apelido da mãe de uma amiga. Ela tem uma barraca em casa na qual vende doces, bebidas etc… E o melhor sorvete de flocos do mundo só achava lá. Por quê? Jamais saberemos.

Estrogonofe do Michel. Meu marido prepara o mais saboroso estrogronofe que já comi. Sirvo-me um prato capaz de alimentar 10 pedreiros de tanto que o trem fica saboroso.

Arroz com lentilha e linguiça. Jaqueline trabalha comigo. Ela complementa a renda fazendo uma das coisas que mais gosta: cozinhar. E do cardápio que ela oferece é esse o que mais compro.

Feijão tropeiro. Eu tenho sangue mineiro, já mencionei? Mamãe é do estado mais delicia desse país. Me diga como não amar essa iguaria? Minha tia faz um pra ninguém colocar defeito. E na falta da tia Lucia, um restaurante de comida mineira perto de casa dá conta do recado.

Agora me diz como emagrecer estando rodeada dessa gente talentosa na cozinha?

Este post faz parte do Desafio 52 semanas, semana 10. Clique aqui para ler os outros posts publicados para o projeto.

Anúncios

Muito prazer, sou sua fã.

mia couto autógrafo

Essa lista, definitivamente, foi a mais difícil de montar até agora. Simplesmente porque fiquei horas pensando em quem eu gostaria realmente de sentar pra tomar um café e ouvir suas histórias.

Vovôs e vovós: quando penso em alguém que gostaria de conhecer, de imediato vem na cabeça os meus avós. Não conheci nem um dos quatro. Na verdade, vi duas vezes a mãe de meu pai mas não tenho memórias, não tenho histórias com ela. Eu sempre morei no Rio de Janeiro e minha avó paterna, a única viva na ocasião do meu nascimento, morava na Paraíba.

Cláudia: Cláudia mora lá em Portugal e eu gostaria muito de conhecê-la pessoalmente um dia desses. A gente se conheceu através do booktube e estendemos a amizade pra todas as redes sociais. Quando tivermos a oportunidade de visitar o país de Cláudia, incluiremos no roteiro uma passadinha em Alenquer, cidade onde ela mora. Doida pra dar uns apertos no Gustavinho e na recém-chegada Francisca. 🙂

Freddie Mercury: não digo que gostaria de tomar um café com ele (o que seria muito bom se acontecesse), mas a vontade mesmo era de ir a um show dele, lá na primeira fila pra admirar bem de pertinho a grandiosidade que foi esse cantor.

Hugh Jackman: um querido desde que ele se meteu a interpretar o Wolverine no cinema. Aí veio O gigante de aço e morri de vez. Ele parece ser nada deslumbrado com o sucesso. E é também muito admirável o envolvimento dele e da esposa com causas sociais e de promoção da arte.

Mia Couto: meu autor africano favorito. Eu “estive” com ele em dezembro, quando veio fazer o tour de lançamento do seu mais novo romance Mulheres de cinza. Mia é tímido toda vida, fala baixinho mas é uma delícia ouvi-lo. Assim como lê-lo. Na ocasião consegui uma foto com ele e um autógrafo. Certamente uma pessoa pra ficar horas e horas conversando.

Este post faz parte do Desafio 52 semanas, semana 9. Clique aqui para ler os outros posts publicados para o projeto.