Desafio literário para 2016

IMG_7326

Vamos começar 2016 com pé direito? Vamos, vamos sim. E como faremos? Isso mesmo,  com livros.

Uma paixão negligenciada em favor de vídeos no youtube, filmes e séries no Netflix…

Mas uma das resoluções para este ano é diminuir o tempo em frente aos aparelhos eletrônicos e curtir mais atividades ao ar livre. E ler é uma coisa que dá muito bem pra fazer tendo apenas o céu acima de nós.

Pra dar uma alavancada nas minhas estatísticas de leitura resolvi participar do Desafio Literário Skoob 2016. Ele existe desde 2014, eu entrei para o grupo no facebook, separei os livros mas não me lembro de ter lido se quer um dos selecionados. 2014 foi um ano terrível em relação às leituras.

Em 2015 eu li bem mais do que no ano anterior, recuperei o fôlego mas não participei de nenhum desafio ou meta literária.

Em 2016 com as forças renovadas, escolhi esse desafio pra participar e já separei os livros que pretendo ler durante o ano.

O Desafio Literário Skoob consiste em, cada mês, ler um livro dentro do tema proposto e publicar uma resenha na sua plataforma de escolha… Além disso, deve-se compartilhar a resenha no grupo do desafio no Facebook. Clique aqui se quiser saber mais e ver se interessa em participar.

Para participar eu escolhi apenas livros que já tenho em casa, pra movimentar minha estante. Alguns meses ficaram faltando, mas pretendo preencher a lacuna com ebooks.

Abaixo, os temas mensais e minhas escolhas pré-definidas.

JANEIRO: fantasia – Doctor Who: Shada, por Gareth Roberts

FEVEREIRO: autor asiático – O gigante enterrado, do Kazuo Ishiguro. Embora este autor seja naturalizado inglês, ele nasceu no Japão.

MARÇO: livro escrito por mulher – Um teto todo seu, por Virginia Woolf. Vamos ver se eu desencanto dessa autora de uma vez.

ABRIL: livro sobre o holocausto – A mala de Hana, de Karen Levine

MAIO: autor africano – Os transparentes, do Ondjacki.

JUNHO: livro com 3 palavras no título – Admirável mundo novo, Aldous Huxley

JULHO: um livro com serial killer – O silêncio dos inocentes, de Thomas Harris

AGOSTO: uma biografia – Freddie Mercury, a biografia definitiva, por Lesley-Ann Jones

SETEMBRO: autor brasileiro – Caderno de um ausente, de João Luís Anzanello Carrascoza

OUTUBRO: thriller psicológico – A garota no trem, de Paula Hawkins OU Pacto sinistro, de Patricia Highsmith

NOVEMBRO: clássicos da literatura estrangeira – Crime e castigo, de Fiódor Dostoiévski

DEZEMBRO: um livro com nome de cidade, região ou país (vale lugar fictício desde que seja o nome do livro e não de uma série) – O misterioso caso de Styles, de Agatha Christie

Conforme eu for lendo, atualizarei o blog contando minha experiência de leitura.

PS:se souberem de HQ’s que se enquadram em algumas das categorias, por favor me indiquem. Quero inserir de vez as graphic novels na minha rotina em 2016.

Até breve.

Anúncios

Nota de esclarecimento: cadê você, Isabele?

Olá, olá, olá… Está meio empoeirado aqui. Faz tempo que não escrevo um post pra cá. Aliás, faz tempo que não escrevo nada. Enfim.

A gente sempre procura as razões pela qual deixamos de fazer algo que gostamos. No caso aqui no blog, acho que o desânimo veio junto com a frustação por conta das leituras anteriores. Eu pretendia fazer um post sobre os livros de outubro mas não rolou.

As leituras do mês passado foram frustrantes. Três livros que eu esteva com muita vontade de ler e não foram nada do que eu esperava. Culpa dos livros? Nunca. A culpa foi minha mesmo de ir  com tanta expectativa. Normal, já que há tanta propaganda boa deles. Não os citarei aqui porque vai contra os meus princípios falar mal do trabalho alheio. E também porque pretendo compartilhar apenas coisas boas por aqui.

É isso. Desculpem a ausência, o atraso. Tenho algumas ideias bacanas de posts que quero desenvolver e publicar o mais rápido possível. Só precisava vim aqui dar um alô antes de jogar um post do nada.

O que vocês andaram fazendo? O que viram de interessante aí pela blogesfera? Compartilhem aqui comigo.

Até breve.

 

Livros lidos em Setembro

O mês de Setembro foi um mês razoável em relação às leituras. Li três livros curtos, dois deles lidos em apenas um dia. Esperava que fosse melhor, já que eu comprei muitos livros que quero demais ler. Mesmo assim acabaram parados na estante e deixados para os meses seguintes. Mas falemos dos lidos durante o mês. Caso deseje ler mais sobre as obras e suas respectivas sinopses, é só clicar no título que será redirecionado para o perfil correspondente no Skoob.

bonsaiBonsai: primeiro romance do chileno Alejandro Zambra e logo de início ele já deixa claro que o que menos interessa aqui é o final da história entre Julio e Emília. O foco é o desenrolar desse relacionamento e a forma como ele chega ao fim. Cultivar um Bonsai foi o jeito que Julio encontrou de se lembrar sempre do amor que viveu. O livro é cheio de referências a obras literárias como Em busca do tempo perdido e Madame Bovary. Além do conto que dá o tom ao fim do romance entre o casal protagonista. A premissa é ótima mas achei muito curtinha a condução da história. Umas 50 páginas a mais seriam bem-vindas.

meus documentosMeus documentos: mais um do Zambra. É um livro com onze contos. Uns maravilhoso, outros nem tanto. Os contos parecem inspirados na vida do próprio autor, já que todos os protagonistas são homens chilenos, ora escritores, ora professores de Literatura. Esses homens também demonstram muita insegurança em relação às mulheres, tiveram algum problema paternal… Outro tema recorrente, embora servindo apenas como pano de fundo, é a ditadura de Pinochet. Os contos Meus documentos e Camilo são disparados os meus favoritos. E Instituto Nacional me deixou nostálgica em relação ao meu tempo de escola. O homem mais chileno do mundo é uma história bem boa de ler, onde a gente torce pra que dê tudo certo ao final.

cão fantasmaO cão fantasma: o último livro concluído do mês. Li em menos de uma hora. Trata-se de um conto infanto-juvenil, podendo ser classificado como horror/terror/sobrenatural. E é do russo Ivan Turguêniev. Eu tenho um crush eterno pelos autores russos, então gosto de tudo que eles escrevem. Mesmo que não sejam uma obra prima, como no caso de O cão fantasma.

Me contem nos comentários se leu algum livro em setembro, quais foram os que mais gostaram, se já leram algum desses citados aqui.

Possibilidades II

A morte é terrivelmente final, ao passo que a vida está cheia de possibilidades. 

A guerra dos tronos, pag 69

[Livro] Memórias de um sargento de milícias

milícias

O livro trata das vicissitudes de Leonardo. Jovem rapaz que tem a vida ora marcada pela boa sorte ora marcada pelos infortúnios. Sua história começa com o namorico de seus pais, Leonardo-Pataca e Maria-das-Hortaliças, ainda no navio que os trazia para o Brasil.

Continuar lendo