Tenhamos uma boa vida

Não, não é fácil escrever. É duro como quebrar rochas. Mas voam faíscas e lascas como aços espelhados.

Clarice Lispector, a autora mais citada as redes sociais.

É muita cara de pau minha aparecer aqui assim, do nada, depois de meses sem escrever uma linha. Mas é como Clarice disse ali em cima, escrever não é fácil, ainda mais quando deixamos de praticar e o hábito se perde.

Não houve grandes acontecimentos na minha vida enquanto estive fora, mas dois se destacam: voltei para o curso de inglês e FINALMENTE comecei a faculdade do coração.

Elegi organização como a palavra-chave de 2017. Com ela serei capaz de alcançar meus objetivos, pois fará com que sobre tempo e dinheiro para tirar os planos do papel.

Que este ano seja próspero, nossa saúde melhore e o intelecto se desenvolva.

Tenhamos uma boa vida.

 

 

Anúncios

Possibilidades II

A morte é terrivelmente final, ao passo que a vida está cheia de possibilidades. 

A guerra dos tronos, pag 69

A conta premium do Spotify e as pequenas decepções da vida

Spotify logo

Há um tempo que eu vinha pensando em assinar a conta premium do Spotify. É um serviço que eu uso frequentemente e eu considero o preço bem justo. Discografias inteiras por um valor simbólico, por assim dizer. Sem falar que procurar músicas, montar playlists e saber o que os amigos andam ouvindo é bem divertido.

A conta premium do Spotify oferece ao usuário a possibilidade de ouvir offline às playlists, pular músicas quantas vezes quiser e também a vantagem de não ter anúncios. Maravilha! Um dos maiores motivos de eu querer passar do free para o premium é poder ouvir em qualquer lugar, mesmo que a conexão com a Internet esteja ruim.  Continuar lendo