TBR de julho: MLI2016

maratona literária

Há três meses não falamos sobre livro neste blog. Vergonhoso, já que estar sempre com um livro na mão é uma característica que me define bem. Porém, um blog pessoal é assim, orgânico, vai acompanhando a vida da gente. E desde os acontecimentos de abril que não consigo me conectar com uma leitura a ponto de falar sobre ela.

Meu ritmo anda bem lento, lendo de 10 a 20 páginas por dia, às vezes nem isso. Mas julho está batendo à porta, pedindo licença e julho é mês de maratona literária de inverno (MLI).

Processed with VSCO with a5 preset

Eu participei da MLI do ano passado é foi muito proveitosa, li todos os livros propostos e deu uma satisfação danada.

Pra quem não conhece a MLI, algumas informações sobre ela:

– foi criada pelo Victor Almeida, do canal Geek Freak

– o objetivo da MLI é nos fazer ler mais do que leríamos normalmente durante um mês, como tenho lido apenas um livro/mês, pretendo ler um por semana.

– terá duração de 4 semanas, começando em 3 de julho de terminando em 31 de julho

– cada semana um tema pra gente ler

– há interações bem divertidas entre os participantes (inclusive sorteios de brindes) e esse ano ela ocorrerá apenas pelo Twitter (melhor rede social). Sigam o Victor por lá @victoralmeidap

Assistam ao vídeo do Victor para mais informações.

Os temas semanais para a #MLI2016

1ª semana: livros encalhados na estante: escolhi Sobre a brevidade da vida, do Sêneca.

2ª semana: livros hypados, que apareceu na maioria dos canais literários: Tá todo mundo mal, da Jout Jout. Não vi muitos vídeos sobre esse livro mas a Jout Jout é hypada.

3ª semana: livros que se passam em outro mundo, num cenário que não seja o nosso mundo real: Mestre Gil de Ham, do Tolkien.

4ª semana: livros com temática que representem outras culturas, etnias (diversidade): Persépolis, de Marjane Satrapi.

Processed with VSCO with a5 preset

Eu escolhi livros curtos para essa maratona pra não correr o risco de falhar, já que ando meio empacada com as leituras, como disse anteriormente. Tudo bem que Persépolis é bem grande, mas é mais fácil de ler.

Para acompanhar o andamento das minhas leituras durante a #MLI2016, me acompanhem nas redes sociais e procurem também pela hashtag #isanaMLI2016

Twitter: @PinkPaulaS | Instagram: @isapaulas | Snapchat: PinkPaulaS

 

Anúncios

Coisas maravilhosas pra fazer no frio

 

 

Acabou Verão, acabou calor (assim eu espero). Minha estação favorita da vida inteiera começou e já consigo sair de casa maquiadíssima sem medo de derreter 15 minutos depois. O Outono é a época mais linda do ano. Pelo menos no meu mundo. Uma pena que nosso país tropical não permita que as estações do ano sejam bem marcadas como nos países do hemisfério norte.

Mas nem por isso deixaremos de apreciar as coisas maravilhosas que podemos fazer em dias de tempo frio.

Quando as temperaturas começarem a cair, aproveite para testar aquela receita de sopa maravilhosa, salva há milênios no Pinterest.

Reserve um fim de semana na sua cidade de interior favorita e desacelere num chalezinho, de frente para lareira e olhando o fogo arder. Em boa companhia, é claro.

Em caso de contenção de despesas, relaxe com o  Netflix mais chocolate quente no sofá, aquecido por uma boa cobertinha e meias fofinhas.

E por último mas não menos importante, aproveite pra fazer tudo o que você já faz rotineiramente sem suar em bicas. Usar aquelas roupas maravilhosas, uma maquiagem incrível e um bom perfume que não será mascarado pelo cheirinho de suor.

Extra: dar graças por não ter mais gente catingando nos ônibus e metrôs da vida.

Este post faz parte do Desafio 52 semanas, semana 12. Clique aqui para ler os outros posts publicados para o projeto.

 

 

 

Primavera, o prelúdio do Verão e rabugice com o calor

Google

Já é Primavera e tenho a sensação de que nem saímos do Verão. Só me convenço de que realmente não estamos mais naquela estação desgastante porque a conta de luz caiu pela metade desde que demos adeus à Março. Apesar de que não ficou tão mais barata assim, por motivos de Dilma presidente. Mas deixa essa senhora pra lá.

Eu gostaria muito de saber qual é a dificuldade em ter um Outono e um Inverno de verdade? O que custa, gente? Menos calor, menos suor, menos nhaca no ônibus cheio. Posso sair todos os dias maquiada…

Mas não… Aqui tudo é diferente. Calor durante 360 dias ao ano. Um refrigério uma vez ou outra, com uma chuvinha, uma passageira massa de ar frio…

Mas, Isabele, foi a Primavera que chegou e não o Verão.

Amigo, a Primavera é prelúdio do Verão. Não tenho como me animar.

O calor me deixa rabugenta. Deu pra notar?